RD - B Side
. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .

"Sometimes meaningless gestures are all we have"

quarta-feira, setembro 29, 2010
PESQUISA LITERÁRIA 2010 (CONVOCAÇÃO)



De 2 em 2 anos virou tradição desse blog realizar uma pesquisa literária com seus leitores e convidados. Nas edições anteriores (
2004, 2006 e 2008) várias pessoas ajudaram a criar uma bela lista de indicações de livros, tanto para mim mesmo quanto para todos que se dispuseram a lê-la.

Esse ano pretendo convocar as pessoas a participarem dessa pesquisa por meio desse blog, do orkut, do twitter, do facebook e do velho e bom e-mail. E quem sabe até algumas pesquisas com papel e lápis.

Conto mais uma vez com a boa vontade dos participantes. Quanto mais, melhor. A variedade de títulos e opiniões é o maior valor dessa pesquisa.

Não estabelecerei um prazo, mas acho que final de Outubro ou em Novembro devo começar a publicar as respostas.

QUAIS OS ÚLTIMOS CINCO (5) LIVROS QUE VOCÊ LEU?

TÍTULO:
AUTOR:
COMENTÁRIO: (pode ser um resuminho do que trata o livro, o motivo da leitura, o que achou dele, etcs)

Respostas aqui. Não esqueçam de colocarem seus nomes no e-mail (e se tiverem blog, o link dele).

Limitei o número para 5 para que fosse mais fácil e ágil cada resposta e fazendo com que os leitores menos frequentes possam lembrar rapidamente dos títulos (lembrando que a média universitária é de 8 livros ao ano), mesmo que para completar os 5 títulos entrem livros lidos ano passado ou até retrasado (média de leitura da população brasileira: 2,5 livros por ano).

Aguardo com prazer as respostas!

Marcadores: ,



posted by RENATO DOHO 9:19 PM
. . .
Comments:
sexta-feira, setembro 17, 2010
EP#007



1. Michael Bublé - Hollywood
2. James Blunt - Stay The Night
3. Alex Cornish - Don't Hold Me Back
4. Michelle Branch - Ready To Let You Go
5. Shanadoo - Japanese Boy
6. Laura Marling - Rambling Man
7. Ingrid Michaelson - Parachute (Acoustic)

1 & 2 - novas canções desses cantores.
3 - canção exibida ao final do episódio dessa semana de The Big C.
4 - do EP da cantora lançado recentemente.
5 - versão japonesa do one hit wonder da Aneka, exibido no último episódio do programa Urbano Especial Tóquio.
6 - do álbum I Speak Because I Can.
7 - versão acústica do sucesso de Cheryl Cole, mas composta por Ingrid Michaelson que recentemente gravou sua propria versão da canção.

BAIXE AQUI (37MB)

BÔNUS TRACK: Bon Jovi - This Is Our House (faixa nova e exclusiva para quem pedir o Greatest Hits em pré-venda, não estará no álbum)

Marcadores:



posted by RENATO DOHO 12:00 AM
. . .
Comments:
quinta-feira, setembro 16, 2010
Os Mercenários (The Expendables)

O filme que todos esperavam há tempos acabou decepcionando muita gente, mas por outro lado empolgou vários outros, eu inclusive. Como não gostar de ter várias coisas favoritas num mesmo filme? O elenco de pesos pesados dos filmes de ação, cenas de luta, perseguição automobilística, de avião, explosões, tiros e muito sangue! Não chega a ser excelente por não ter explorado mais algumas coisas, ter picotado demais a cena de luta entre Dolph Lundgren e Jet Li (onde não se vê quase nada) e fazer uma história mais convincente. A trama lembra demais Rambo IV e Rambo III com o protagonista só entrando em ação para resgatar alguém, aqui uma mulher mais uma vez. Há cenas memoráveis como o poder de fogo do avião, a luta entre Sly e Steve Austin (dá até pra imaginar o momento que Sly quebrou o pescoço) , o monólogo de Mickey Rourke que dá o sentido moral de todo filme, Terry Crews e sua "namorada" em ação, a cena de perseguição de carros, Jason Statham batendo nos caras na quadra de basquete, a incrível sequência de tiros e explosões (achei quase ensurdecedor como há tempos não sentia numa sala de cinema, positivamente). E adorei uma pequena surpresa no final com relação ao destino de um personagem. Aguardando muito uma continuação!

Karate Kid (The Karate Kid)

O filme original é mais lembrado com carinho pela nostalgia do que exatamente pelas sua qualidades em si (em revisões já achava o ritmo lento demais e os atores mal escalados - Ralph Macchio só convence na primeira metade, nunca acreditamos que comece a lutar, e bem! Pat Morita, apesar do carisma, não parece um lutador, quanto mais um mestre). Esse melhora em muito o ritmo e temos Jackie Chan como o mestre, quem duvida que ele saiba o que ensina? E o filho de Will Smith convence nos 2 papéis, do que apanha e do que consegue aprender a lutar. Foi um ideia válida essa refilmagem, o que não se aplica há 90% do que é refilmado hoje em dia.

Os Reis Da Rua (Street Kings)

Direção do roteirista de Dia De Treinamento (David Ayer) e roteiro de James Ellroy e Kurt Wimmer (diretor de Equilibrium) com Keanu Reeves, Forest Whitaker, Hugh Laurie, Chris Evans e outros. Quer dizer, boa equipe. O clima e a trama lembram bastante The Shield, mas de forma simplificada. Trata de corrupção policial. O ritmo ágil vai num crescendo e fica eletrizante em seu final. Não há exageros demais a ponto de estragar a trama. Vale a conferida (foi pouco visto quando lançado).

Evangelion 1.11 Você (Não) Está Só (Evangerion Shin Gekijôban: Jo)

Uma espécie de resumo em forma de filme do seriado de animação japonesa, só que modificado. Serão 4 filmes para isso, esse é o primeiro, por isso o aviso ao final de que continua. Empolgante e muito bem feito a história em si não é muito original, e o formato filme simplica as relações entre os personagens, mesmo assim é um grande espetáculo que se encaixa bem à tela grande.

Babies

Difícil não se encantar pela forma desse documentário: mostrar o primeiro ano de vida de 4 bebês em diversas partes do mundo (Mongólia, Namíbia, São Francisco e Tóquio). Sem narração ou diálogos (apesar algumas frases soltas vindas das mães/pais, mas não legendadas) o filme cativa pelas semelhanças e diferenças do que é crescer nesses lugares, como são próximos e distantes ao mesmo tempo. O curioso é o bebê americano ser o mais controlado e o menos interessante (alguns maldosamente acusaram o bebê de ter deficiências), com pais naturebas. Os da Mongólia e Namíbia são muito mais curiosos, espertos e interessantes. Desafio a quem ver saber de imediato se o bebê é homem ou mulher, dois deles só fui saber depois, lendo sobre o filme.

Paprika (Idem)

Do recém falecido Satoshi Kon o filme trata da realidade dos sonhos e de como um aparelho embaralha tudo quando apresenta defeito. Apesar de aparentemente ser complicado Kon fez questão de mostrar muito bem quando era sonho e quando era realidade. Conseguiu um belo filme mesmo que nunca chegue a empolgar.

Blood – The Last Vampire

Adaptação de animê de mesmo nome e estreia de Gianna Jun em filme ocidental. Não chamou atenção quando lançado, mas é bem movimentado e não modifica muito a trama (mais a parte final, bem diferente).

Velhas Virgens – Atrás De Cerveja E Mulher

Documentário sobre a famosa e independente banda. Curto (uma hora) e exibido em dvd nos cinemas tem seu interesse e humor, mostrando como é a rotina dos integrantes fora da banda (um é advogado, por exemplo).

Pu 239 (Idem)

Filmes estranho que mistura 2 coisas de forma meio desajeitada: tema de energia nuclear, mais dramática, com quase uma caricatura de pequenos mafiosos russos. Radha Mitchell aparece discretamente como esposa de Paddy Considine.

Guilty Hearts (Idem)

Filmes de curtas sem muita ligação um com outro, aliás uns em tons completamente opostos aos dos outros. Mesmo tendo no elenco gente como Kathy Bates, Julie Delpy, Stellan Skarsgård, Imelda Staunton, Anna Faris e Eva Mendes quase nada se salva.


posted by RENATO DOHO 12:16 AM
. . .
Comments:
sexta-feira, setembro 10, 2010
Blog Em Livro

VOTE

Clique na imagem acima e dê seu voto para o blog Diário De Um Cinéfilo do amigo Ailton Monteiro. Os 10 mais votados em cada categoria serão avaliados por um júri e um vencedor de cada terá seu blog transformado em livro! Todo voto para o excelente blog do Ailton é bem vindo. Agradeço desde já!

posted by RENATO DOHO 11:48 PM
. . .
Comments:
quarta-feira, setembro 08, 2010
EP#006



A escolha de passar dos mix tapes pros eps foi boa. A seleção ficou mais afinada, afinal com 7 canções fica mais rápida a escolha do repertório. Só que sempre uma das 7 é escolhida mais na pressa, as outras são selecionadas no seu tempo, mas quando só falta uma vira uma mini-corrida atrás da que vai completar o EP, é engraçado isso. As bonus tracks (não são obrigatórias) geralmente são aquelas que entrariam num mix tape e sinto que podem ser baixadas sozinhas.

1. Ben Lee - Catch My Disease
2. Cee-Lo Green - Fuck You
3. Los Pirata - Filipino Weird
4. Tennessee Ernie Ford - Sixteen Tons
5. Sara Bareilles - Gonna Get Over You
6. Lenka - Live Like You're Dying
7. Sinead O'Connor - Thank You For Hearing Me

Provável que ela nunca lerá isso, mas uma das canções agradeço à @marinalorena por citar e eu vir a conhecer. Não é a primeira vez que isso ocorre; gosto das dicas musicais dela, as chances de que eu venha a gostar da canção (que eu não conheça) são boas.

BAIXE AQUI (32MB)

BÔNUS TRACK: Nikki Yanofsky - Heart Of The Matter (Acoustic) sempre achei essa canção extremamente do ponto de vista masculino (é do Don Henley) e foi interessante percebê-la do lado feminino.

P.S. - a versão definitiva de Heart Of The Matter (Renato Russo também a cantou). "It took 42 years to write and about 4 minutes to sing".

Marcadores:



posted by RENATO DOHO 9:27 PM
. . .
Comments:
Bon Jovi - Greatest Hits



09 de Novembro


posted by RENATO DOHO 2:02 PM
. . .
Comments:
quarta-feira, setembro 01, 2010
Meu Corinthians!



100 anos! Parabéns!

Não sei bem quando começa minha história com o timão. Não há ligação próxima a mim de algum corinthiano que tenha influenciado: boa parte da minha família (tios, primos) é de são-paulinos, meu pai é santista e meus amigos de infância nem lembro de seus times (lembro de alguns palmeirenses). Mas um acontecimento marcou: eu, molequinho, em Ribeirão Preto indo com meu pai e meu tio comprar gelo para um churrasco encontramos o Sócrates no mesmo lugar e ele passou a mão na minha cabeça e comentou algo positivo. Aquilo confirmou meu coração corinthiano e aumentou ainda mais a paixão, mas eu já torcia pelo time, então não sei bem como virei torcedor.

Depois a escolha foi parecendo óbvia, eu me identificava com vários aspectos do time, dentre eles: no meu interesse cada vez maior com líderes negros (King, Biko, Mandela) o time que mais havia negros era o Corinthians (e cujos ídolos negros foram vários: Basílio, Zé Maria, Vladimir, Viola, Vampeta, Marcelinho Carioca, etcs); a torcida identificada como Fiel; o eterno sofrimento onde nada é fácil e nem sempre se vence; os jogadores que tinham uma familiaridade que não vi em outros times (e naquela época não trocavam tanto assim), o Neto parecia alguém que moraria na minha rua ou o Biro Biro, até o Vicente Matheus (que figura!) era como se fosse o dono do bar da vizinhança; o aspecto do povão do time ao contrário de um sentimento quase mitológico que o Santos tinha (por causa do Pelé), de elitismo que o São Paulo sempre teve - tanto com relação aos jogadores (Leonardo, Raí, Waldir Peres, Ceni, Pita) quanto os torcedores - e o aspecto tosco do Palmeiras (Edmundo, Paulo Nunes e Evair são jogadores típicos do time).

Depois os corinthianos famosos gente boa Toquinho, Serginho Groisman, Silvio Santos, Dan Stulbach, Washington Olivetto, Lula, Antônio Fagundes...

Claro que com o tempo fui deixando de acompanhar o time, muitas vezes sem ao menos saber quem exatamente estava na escalação, mas o amor sempre se manteve. E com o Mano Menezes voltou o interesse de acompanhar de vez em quando.

Tem gente que falaria das conquistas, mas eu mal sei quantos de cada torneio (e os anos e os times), o que sempre valeu muito mais é a jornada, tanto nas vitórias quanto nas derrotas. Pra mim seria como avaliar minha família por suas posses, títulos, salários, cargos, propriedades, status, etcs.

posted by RENATO DOHO 12:07 AM
. . .
Comments:
Agosto 2010

AMERICANOS

Helen, Sandra Nettelbeck
My Own Love Song, Olivier Dahan
Obsession, Brian De Palma
Pretty In Pink, Howard Deutch
Sex And The City 2, Michael Patrick King
Solitary Man, Brian Koppelman & David Levien
Some Kind Of Wonderful, Howard Deutch
St. Elmo's Fire, Joel Schumacher
The City Of Your Final Destination, James Ivory
The Karate Kid, Harald Zwart
The Killer Inside Me, Michael Winterbottom
The Seven Ups, Philip D'Antoni

EUROPEUS

La Visita, Antonio Pietrangeli
Rekopis Znaleziony W Saragossie, Wojciech Has

ASIÁTICOS

Black, Sanjay Leela Bhansali
Nuga Geunyeo-Wa Jasseulkka, Kim Yu-Seong

OUTROS

Ana Y Los Otros, Celina Murga
El Secreto De Sus Ojos, Juan José Campanella
Histórias De Amor Duram Apenas 90 Minutos, Paulo Halm

DOCUMENTÁRIOS

Don't You Forget About Me, Matt Austin
Raw Deal - A Question Of Consent, Billy Corben

Marcadores:



posted by RENATO DOHO 12:05 AM
. . .
Comments:


. . .